A evolução da moda praia ao longo dos anos

Apesar de o Brasil ser conhecido por seu clima quente e suas praias, foi somente no final do século 19 que surgiu uma roupa apropriada para curtir a areia e o mar. Até então, não era usual mostrar o corpo, principalmente devido à questão cultural. Além disso, por conta da influência europeia, havia um culto à pele clara por parte da elite, que associava o bronzeado à classe dos trabalhadores.


No início as peças de roupa de praia eram enormes, quentes e pesadas. O estilo mudou apenas na década de 1950, com a popularização do biquíni e de roupas mais curtas. Desde então, os trajes de banho mudaram muito em formato, tamanho, tecido e cores. Confira, a seguir, evolução da moda praia feminina ao longo dos anos.





Do vestido ao maiô


Em 1890, a roupa de praia era uma vestimenta composta por um vestido na altura dos joelhos, com mangas e decote fechado. A peça não podia ser transparente para não mostrar o corpo e era comum o uso de um chapéu. O visual ficou bem diferente em 1910, quando passou a ser utilizada uma bermuda comprida, na altura dos joelhos, e uma camiseta levemente ajustada.


Com o tempo, essas roupas nada práticas para o nado e muito quentes para pegar sol foram sendo encurtadas. Novas cores também foram acrescentadas. Saíram de cena as meias, os sapatos, o chapéu e o vestido. Surgiu uma blusa que pouco a pouco foi diminuindo de tamanho até chegar ao primeiro maiô.


A peça já aparecia na praia na década de 1920, mas se popularizou nos anos 30. Apesar de parecer um macaquinho, ainda era bastante ousado para a época.




Surge o biquíni


Criado por Louis Réard, o primeiro biquíni foi usado em 5 de julho de 1946 pela dançarina francesa Micheline Bernardine, a única que teve coragem de usá-lo na época. A peça foi batizada em homenagem à sede dos primeiros testes com bombas atômicas, o Atol de Bikini, membro das Ilhas Marshall, no Oceano Pacífico.


A peça não foi bem recebida de imediato, devido ao conservadorismo da sociedade. Porém, a inspiração em grandes celebridades ajudou o biquíni a cair no gosto popular. Em 1956, Brigitte Bardot consagrou a peça no filme “E Deus criou a mulher”.



Brigitte Bardo em "E Deus criou a mulher"


A era do vintage


Nos anos seguintes, as peças ficaram cada vez menores. Em 1980 o maiô volta ao cenário com mais ousadia, bem diferente do recatado maiô de décadas passadas. A asa delta, o fio dental e os decotes passaram a levar sensualidade às praias mundiais.


Nos anos 2000, a cintura cai e as calcinhas passam a ficar na altura do quadril. Transparências e alças finas passam a ser vistas frequentemente na praia. Porém, após décadas de micro biquínis e maiôs, na atualidade a tendência é o estilo vintage, que homenageia os primeiros anos de moda praia no Brasil.


As calcinhas ficaram mais largas e altas, com franjas e tops mais estruturados. Sem deixar de ser sensual, o estilo ganhou um toque especial de elegância.


Gostou de conhecer a história da evolução da moda praia feminina? Então não deixe de ler outras publicações em nosso blog!




5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo